sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Qual é o seu peso ideal. Aprenda a calcular.



Para saber isso precisamos fazer o cálculo do seu I.M.C., isto é, verificar qual é o seu Índice de Massa Corpórea que é um cálculo que leva em consideração tanto seu peso como sua altura para determinar se você esta no peso ideal, abaixo ou acima dele e as vezes o que é pior, se você já se encontra com obesidade que pode ser classificada em grau 1, grau 2 e até grau 3. Veja como você deve fazer. Em primeiro lugar você tem que saber qual a sua altura e seu peso e aplicar na fórmula abaixo:
IMC =
Peso (Kg)
Altura (m)2

Parece complicado, mas não é. Vou dar um exemplo para facilitar o cálculo: uma pessoa que tem 1,60m e pesa 55 quilos. Devemos multiplicar a altura por ela mesma, isto é, 1,60 x 1,60 = 2,56. Guarde este número. Agora pegue o seu peso, nesse caso 55 quilos e divida por 2,56. O resultado será 21,484375. Guarde somente os dois números após a virgula que vai dar 21,48. Este é o seu IMC. Veja a classificação nas tabelas abaixo, dependendo da sua idade. Para adultos (indivíduos com 20 anos ou mais e menores de 60 anos de idade utilize o quadro abaixo:

IMC
DIAGNÓSTICO NUTRICIONAL
16,0
Desnutrição grau 3 (grave)
16,0 a 16,99
Desnutrição grau 2 (moderada)
17,0 a 18,49
Desnutrição grau 1 (leve)
18,5 a 24,9
Peso adequado (eutrofia)
25,0 a 29,9
Pré-obesidade
30,0 a 34,9
Obesidade grau 1
35,0 a 39,9
Obesidade grau 2
40,0
Obesidade grau 3

Os pontos de corte para o diagnóstico nutricional de desnutricao e eutrofia são propostos por
“World Health Organization”, 1995. Os pontos de corte para o diagnóstico nutricional de obesidade são propostos por “World Health Organization”, 1997.

Para idosos (indivíduos com idade igual ou superior a 60 anos) utilize o quadro abaixo:

IMC
DIAGNÓSTICO NUTRICIONAL
Abaixo de 22,0
Magreza
22,0 a 27,0
Peso adequado (eutrofia)
Acima de 27,0
Excesso de peso

Esses pontos de corte foram propostos por Lipschitz, 1994.

Nesses quadros não estão incluídos os adolescentes nem gestantes, pois essas duas populações necessitam de um gráfico especial. E então, como esta seu peso?

Obs: Tudo isso reflete apenas uma parte. 
AS MEDIDAS ANTROPOMÉTRICAS (DOBRAS E CIRCUNFERÊNCIAS CORPORAIS) É QUE NOS DÃO ESSAS INFORMAÇÕES E DOIS PROFISSIONAIS APTOS PARA ISSO SÃO O EDUCADOR FÍSICO E O NUTRICIONISTA.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Dieta Detox

Nada melhor do que iniciar bem o ano com uma verdadeira faxina no nosso organismo.

Afinal, acabamos de passar pelas festividades do fim de 2014 e agora precisamos fazer uma super DETOX. E por falar nisso, você sabe como realmente se faz sem prejudicar sua saúde?

Muito cuidado com as dietas malucas que estão te ensinando por aí!

No programa Você Bonita desta quarta (07), falei sobre a importância de uma detoxificação e todos os benefícios para a nossa saúde!

Uma verdadeira aula na íntegra que você não pode perder.

Acesse:





segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Receita: Caviar de Berinjela - Prático, delicioso e saudável!

Rendimento: 5 porções

Utensílios: saco plástico, colher, tábua, faca, recipiente médio, frigideira
















(imagem ilustrativa)

Ingredientes:

- 5 Berinjelas
- 5 dentes de alho picados ou amassados
- 1 colher de café de cominho em pó
- 1 cebola picada em cubos ou ralada
- Sal a gosto
 - 1 punhado de salsinha

Preparo:

Lave as berinjelas e leve-as à boca do fogão até queimar a pele.
Quando estiverem queimadas por fora, coloque-as ainda quentes dentro de um saco plástico e feche; a casca da berinjela sairá com mais facilidade.
Corte a berinjela ao meio e tire sua polpa com uma colher, tomando cuidado para não misturar a pele queimada.
Junte a polpa e depois pique na faca e reserve (evite processar, pois a consistência e a cor ficarão prejudicadas).
Pique a salsinha e reserve.
Refogue o alho bem picadinho ou amassado em uma frigideira com fios de azeite; retire o alho e reserve; refogue a cebola no azeite até ficar transparente.
Misture o alho, a cebola, a salsa, a berinjela picada.
Misture tudo com as pitadas de cominho em pó.
Corrija com sal, fios de azeite e pimenta de sua preferência

OBS: Essa receita encontra-se na página 125 do livro "Escolhas e Impactos - Gastronomia Funcional" que escrevi em parceria com o chef Renato Caleffi. Nele você encontrará muitas outras receitas maravilhosas, além de conhecer sobre todos os alimentos, para que servem, propriedades nutricionais e muito mais.











quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Ano Novo, Vida Nova

Confira o nosso bate papo especial de fim de ano, com dicas super especiais no Você Bonita deste último dia do ano, e tudo o que de melhor vivenciamos juntos no programa em 2014, com nossa querida Carol Minhoto.

Que em 2015 sejamos perseverantes em todos os nossos propósitos e objetivos!




segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Síndrome do Intestino Irritável - Saiba mais!



















A chamada Síndrome do Intestino Irritável (SII) é uma alteração funcional que pode ser determinada por vários sintomas como:

· desconforto abdominal ou dor abdominal
· constipação ou diarreia, ou alternância de uma e outra
· muco nas fezes
· urgência de evacuar
· distensão abdominal e flatulência (gases).


Quais alimentos devem ser evitados?

Esses sintomas exercem importante impacto na qualidade de vida de seus portadores, prejudicando os estudos, a produtividade no trabalho e os relacionamentos sociais. Apesar das publicações científicas afirmarem que ainda não existe tratamento definitivo e eficaz para a doença, sabe-se que modificar a alimentação pode trazer uma melhora significativa. Além de retirar os alimentos clássicos como :

· gorduras
· café
· álcool
· alimentos que produzem gases
· adoçantes
· glúten (proteína presente no trigo, centeio, cevada e aveia)
· leite e seus derivados

Lembrando que investigar intolerâncias e alergias alimentares são fundamentais para o sucesso do tratamento!
Estudos demonstram melhoras na síndrome com o emprego de PROBIÓTICOS consumidos em quantidades adequadas.





















O que são os probióticos?

O termo probiótico deriva do grego e significa “pró-vida”, sendo o antônimo de antibiótico, que significa “contra a vida”. São microrganismos vivos, não digeríveis que quando consumidos em quantidades adequadas, trazem benefícios à saúde do indivíduo.

A influência benéfica dos probióticos sobre a flora intestinal é um aumento da imunidade contra patógenos, recuperação da flora intestinal após o uso de antibióticos; auxilia na digestão da lactose em indivíduos intolerantes à lactose; estimulação do sistema imune; alívio da constipação; aumento da absorção de minerais e produção de vitaminas.

Onde comprar?

Os probióticos devem ser comprados em farmácias (e não em supermercados!!!), são prescritos somente por médicos e nutricionistas, contribuem enormemente para o alívio dos sintomas da SII, como a dor, distensão abdominal, além da diarréia.

Dra. Gisela Savioli, 

Referências Bibliográficas
COPPOLA, Mario; GIL-TURNES, Carlos. Probióticos e resposta imune – Cienc. Rural vol.34 no.4 Santa Maria,  2004
SAAD, Susana. Probióticos e prebióticos: o estado da arte -Rev. Bras. Cienc. Farm. v.42 n.1 São Paulo, 2006
OLIVEIRA, Maricê, et al. Aspectos tecnológicos de alimentos funcionais contendo probióticos- Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas vol. 38, n. 1, 2002

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Aprenda a fazer um delicioso peixe assado e um pão sem glúten muito saboroso

Vamos aprender duas receitas super práticas e nutritivas?
A primeira, é um peixe assado e a segunda, um pão sem glúten que fica muito saboroso.

Vem comigo!